Minha Tia safada

Aos finais de semana eu tinha o costume de ir pra casa da minha tia, eu estava na puberdade e ficava excitado com qualquer buraco mas tenho que admitir que a minha tia não era qualquer coisa, que mulher gostosa, sempre quando ia pra lá eu ia cheirar as calcinhas usadas dela e gozar nas limpas.

Quando chegava a hora de dormir todos dormiam na mesma cama, minha tia, meu tio e eu, não era exatamente na mesma cama mas eram em camas praticamente coladas, noite após noite ela dormia ao meu lado, sempre usando aqueles babydolls com shortinho socado na raba, era um sonho tocar naquela raba, sempre fingia que estava dormindo e do nada abraçava aquela raba enorme e apertava como se fosse um travesseiro, afinal de contas eu estava “dormindo” haha.

 

Sexshop

 

Mas com o tempo isso foi perdendo a graça e comecei a querer ir mais longe, comecei a esfregar a mão na raba dela e escorregando em direção da parte de baixo da buceta, tipo por traz, entre a buceta e o cu dela, então comecei a fazer isso todas as noites até ela da algum sinal de que estava acordando e ai eu parava e fingia que estava apenas dormindo, com o tempo fui ficando mais ousado, comecei a dormir bem atrás dela em uma direção que meu pau ficava sempre em direção da bunda dela, vou falar pra vocês, tenho um pau grande e naquele tempo ele já não era pequeno, então quando ele ficava bem durão eu começava a esfregar ele pela bermuda mesmo mas sem cueca, sempre ficava espetando ele naquela bunda redondinha e maravilhosa e durinha, o tecido do shortinho/babydoll era tão fino e macio que as vezes eu praticamente sentia a cabeça do meu pau pressionando contra o buraquinho do

 

cuzinho dela, as vezes sentia a maciez da bucetinha dela tocando de cima pra baixo, as vezes gozava enquanto fazia isso e a porra era tanta que passava pelo tecido do meu short e sujava o shortinho dela, onde sujava eu não conseguia controlar muito bem, geralmente mirava na parte da bunda e as vezes esfregava na parte da buceta, sempre de cima pra baixa, tinha dias que eu acordava e olhava para aquela bunda e lá estava toda manchada da minha porra, uns 4 dias fiz isso até que tive coragem de esfregar meu pau por fora do short e isso começou quando ela começou a usar uma babydoll sem short por baixo, só de calcinha, lá estava ela dormindo e eu com o pau duro feito pedra esfregando por cima da babydoll até que uma hora sem querer eu soltei meu pau, eu estava de lado esfregando nela e ele subiu

 

com muita força pra cima e levantando a babydoll e deixando aquela bunda só de calcinha completamente exposta, de início fiquei com medo dela ter acordado pq quando isso aconteceu o meu pau roçou muito forte na bunda com o babydoll, mas aparentemente ela ainda estava dormindo então voltei as atividades normais, esfregue meu pau naquela bunda gostosa, e apertava a bucetinha dela, apertava contra o cuzinho dela e sempre soltando aquele pré-gozo que eu sentia grudando na pele macia da bunda dela e as vezes na calcinha dela, a diversão durou uns 20 minutos e até que ela começou a se mexer, meu coração ficou a mil e quase parou, na minha cabeça eu só pensava “estou fodido, estou fodido, meu tio vai me matar” mas então ela parou de se mexer e ela faz tudo que eu menos imaginava, ela empinou aquele rabão na direção do meu pau e mesmo com medo coloquei ele pra fora de novo e

 

fiquei apertando o cu e a buceta dela com meu pau, e isso ela mexia a bunda deliciosamente, tudo isso enquanto ela abraçava meu tio na cama kkkkk e então quando eu estava pra gozar ela parou e subiu um pouco, eu pensei que tinha acabado a minha diversão pq meu pau não estava mas na direção daquela linda raba mas é sim meio na altura da panturrilha dela, porém a bunda dela estava mais próxima da minha mão, então ela subiu as pernas para traz, como quem deita em posição fetal mas com o pé em direção do meu pau, ela começou a me masturbar com o pé, as vezes com os dedos dos pés e as vezes ela esfregava meu pau pau com o pé todo, nessa situação eu comecei a pegar na

 

bunda dela e esfregar a buceta macia dela enquanto ela me masturbava com o pé, cheguei a enfiar dois dedos na buceta dela enquanto ela me masturbava, a buceta dela estava tão molhada que parecia que tava mijando e depois de uns 10 minutos fazendo isso eu gozei os pés dela e a batata da perna dela toda, foi o jato, muita porra, ela aparentemente não gostou da sujeira e deu um chute no meu pau kkkk quando ela fez isso meu coração parou e eu virei com tudo pra parede, no outro dia bateu um puta peso na consciência mas tentei agir naturalmente, não percebi nada de diferente na minha tia, quando foi de noite e isso era em um domingo o meu tio falou que ia passar lá por perto da minha casa e perguntou se eu não queria uma carona, eu já ia responder que queria mas a minha tia respondeu por mim e falou “não, ele vai só amanhã, hoje ele vai dormir aqui de novo” eu fiquei tipo “então tá né”, chegou a hora de dormir e minha tia estava dormindo normal, comecei a esfregar meu pau na bunda dela até que ela

 

levantou da cama eu parei e comecei a fingir que estava dormindo, apesar de ter certeza que ela sabia que eu não estava dormindo, ela saiu do quarto e depois de alguns minutinhos voltou, mas dessa vez ela deitou de cabeça pra baixo, com o rosto em direção do meu pau, ela em movimentos bem leves e cautelosos (acho que porque meu tio também dormia lá atrás dela) puxou minha bermuda e isso meu pau já mega duro subiu com tudo na cara dela kk senti ele batendo sem delicadeza nenhuma na testa e nariz dela e certeza que ela não esperava aquele tamanho, então começou a mamar ele, lamber e lambuzar ele com com saliva, quando ela enfiava na boca eu tentava empurrar o

 

mais fundo possível mas ela apertava minhas bolas quando estava indo longe demais, pq meu tio se acordasse ia me matar, foi uns 20 minutos do melhor boquete que já recebi, quando eu estava pra gozar eu nem tentei avisar e nem nada, ela foi chupar a cabeça e eu empurrei bem fundo na garganta dela e dei um puta jato, foi porra pra caralho, eu até tive que morder o lençol pra não fazer barulho enquanto eu tinha uma puta gozada longa na garganta da minha tia gostosa, ela não esperava que eu ia fazer isso com ela e a puta apertou minhas bolas, puta safada, doeu pra caralho, acredito que ela tomou tudinho e deu algumas tossidinhas, virou pro outro lado e foi dormir, esse foi o início de uma ótima relação com minha tia putinha mas como o texto já tá praticamente um redação do Enem eu vou encerrar por aqui mas em breve trago mais relatos da minha tia putinha, branquinha e com o corpo melhor que de muita novinha, e também ela não era muito velha, tipo nessa época ela tinha lá pelos seus 35, 37 anos.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.