A minha primeira vez como Corno

Olá tudo bem? Venho aqui partilhar o meu primeiro conto verídico. O meu nome é Paulo (nome fictício) e esta história aconteceu quando eu namorava com a minha atual mulher, na altura namorados, e fizemos uma viagem ao Brasil com um casal amigo brasileiro (Pedro e Gabi).
Eu tinha 31 anos e minha mulher Ana (nome fictício) tinha 28 anos. Sempre tivemos curiosidade para conhecer o Brasil e combinámos com esse casal brasileiro irmos com ele. Esse casal é da zona do Recife e fomos todos para lá. Ficámos em casa duns Tios da Gabi que não iam estar em casa nesses dias. Um casarão enorme, com piscina, área de grelhados, tudo …


A Ana é uma mulher muito gostosa e bonita. Morena, cabelo comprido, peito grande uma bunda grande também. Faz parar o trânsito e deixa qualquer homem louco.
Nos primeiros dias andámos a passear pela região, visitar praias e eu notava que a Gabi e a Ana andavam sempre conversando baixinho juntas e rindo muito. A Ana aproveitou que íamos estar no Brasil e levou umas roupas muito provocantes, bikinis bem pequenos, onde o seu corpo se realçava muito bem … Ela e a Gabi andavam assim as duas bem soltas e sempre rindo e cochichando.

Uma noite a gente estava em casa depois do jantar e a Gabi chama a Ana ao quarto dela e eu fico a falar com o Pedro. Eu o Pedro começamos a falar do Brasil, das coisas boas e acabámos falando do quanto as nossas mulheres são gostosas e o Pedro começou a elogiar muito a Ana, dizendo que eu tenho muita sorte em a ter, que é uma mulher muito gostosa, que os brasileiros ficam a olhar quando ela passa e que nota-se que ela está a adorar o Brasil. Eu inicialmente fiquei um pouco incomodado mas depois comecei até gostar de o ouvir a falar assim da minha mulher. Comecei a concordar sim, e o Pedro contou-me que os bikinis que a Ana estava usando tinha sido a Gabi a oferecer e que a Ana tinha gostado muito, porque notava-se que ela estava adorando exibir o corpo. Eu concordei e de facto a Ana estava mais solta, mais animada. Nisso ela e a Gabi vêm juntas do quarto e a Gabi vira-se e diz:
– Pedro tive a falar com a Ana e ela deu a ideia de amanhã irmos aquele clube de a gente adora ir. O que achas? – e nisso a Gabi pisca o olho ao Pedro e a Ana sorri.

– Sério que ela quer ir? Podemos ir sim se ela quer, aposto que o Paulo vai adorar – responde o Pedro.
– Que clube é esse? – pergunto eu
– Ahhh Paulo vai ser uma surpresa para ti, mas é um clube normal de pessoas a dançar e a aproveitar! – diz a Gabi rindo-se
– Sim Paulo não preocupes, acho que a Ana está a querer ir dançar, deixa-a aproveitar. – diz o Pedro a rir também.
Notei alguma coisa esquisita naquela conversa, mas deixei passar. Era um clube e iriamos apenas dançar, seria essa minha ideia.
No dia seguinte fomos de manhã à praia e de tarde tivemos na piscina, porque as meninas queriam apanhar um solzinho para durante a noite estarem com uma boa cor. A Gabi e a Ana continuavam a conversar muito e rindo-se muito.
Chegou à noite então e a Ana e a Gabi foram preparar-se para irmos ao clube. Eu fui vestir uma roupa normal e fui ter com o Pedro que também estava na sala à espera delas.

Sexshop

– Então Paulo estás preparado para ir ao clube? – Perguntou o Pedro.
– Claro que sim, costuma ter muita gente? – pergunto eu
– Claro que não Paulo, não preocupes. É um ambiente muito calmo, com pessoas giras, muitos casais, bem tranquilo. Não te preocupes. A Gabi disse-me que a Ana está muito entusiasmada em ir ao clube. Deixa-a aproveitar bem e divertir-se e aproveita também. – diz ele
– Claro que sim, vejo que ela está animada e é bom – disse eu na minha inocência.
– Nem imaginas como está animada ela – diz o Pedro a rir-se.
Nisso a Gabi e a Ana saem do quarto. Meu Deus a Ana vinha bem gostosa. Trazia um vestido de verão preto, curto, bem decotado e bem justo ao corpo onde se notava sem as curvas da bunda dela e do peito. Eu fiquei sem saber o que dizer … Ela disse que foi a Gabi que lhe emprestou o vestido … e sim ela estava muito gostosa … Notei logo o Pedro a olhar para ela e a sorrir

– Vocês estão bem gostosas as duas, vai ficar todo o mundo no clube a olhar para vocês – disse o Pedro.
– Verdade, e vocês vão ficar bem contentes por terem as mulheres mais gostosas do clube. Não concordas Paulo? – disse a Gabi
– Minha nossa concordo sim, sem dúvida. – disse eu.
– Gostas mesmo amor? – perguntou-me a Ana
– Claro que sim – e sem dúvida ela estava gostosa
O Pedro foi a conduzir com a Gabi do lado e eu e a Ana fomos atrás. Eu coloco a mão na perna dela e subi um pouco e notei que ela estava sem calcinha. Fiquei espantado a olhar para ela e ela disse-me ao ouvido.
– Gostou da surpresa amor? – e sorriu
Apenas sorri e acenei com a cabeça, e nesse momento fiquei com uma enorme tesão.
Chegámos no clube que eles falaram. Um sítio bem tranquilo, sem confusão na rua, um lugar bastante grande e eu até fiquei impressionado. Era mesmo calmo.

Entrámos e ficou todo o mundo a olhar para nós a entrar … a Gabi e a Ana estavam muito gostosas mesmo … fiquei a olhar para todo o lado, achei estranho aquilo … não era um clube normal pensei eu. A Gabi e o Pedro vão para uma mesa e nós seguimos eles. Noto a Ana a ser comida pelos olhares da sala … E ate fiquei excitado com isso. Nisto sentamos e a Gabi diz para mim
– Relaxa Pedro, vamos aproveitar a noite. A Ana estava desejosa de conhecer um clube aqui no Brasil e esse é o nosso preferido.
E Ana sorri para a Gabi. Nisso começamos a beber e noto os olhares de vários homens para a nossa mesa … A Gabi sempre a falar com a Ana e as duas a rir muito, e noto de algum modo a Gabi e a Ana a olharem para os outros homens que estavam a olhar para eles. Ao mesmo tempo eu o Pedro vamos conversando e vamos bebendo. Depois de alguns copos e notar que a Ana já estava a ficar alegre, Gabi faz um sinal para o Pedro.
– E aí Paulo, vamos levantar um pouco e ir buscar a bebida ao balcão? Vamos deixar aqui as meninas a falarem. – diz o Pedro para mim.
– Sim claro, vamos lá – digo eu.
– Não se preocupem connosco, nós ficamos bem – Diz a Gabi.
Dou um beijo na Ana e vou com o Pedro até ao bar. Nisso chegamos no bar e o Pedro pede só duas bebidas.
– Então e elas não bebem? – perguntei eu
– Claro que bebem, Paulo. Relaxa. Deixa as meninas estarem ali as duas conversando sozinhas. Nós podemos ficar aqui um pouco a conversar. – responde o Pedro.
Nisso começamos a conversar e fico sem olhar para a mesa das meninas durante um pouco. Passado uns minutos olhos de novo e vejo dois caras perto da mesa começando a meter conversa com elas. Nisso eu tomo um impulso de ir lá, mas o Pedro agarra no meu braço:
– Paulo relaxa, deixa as meninas aproveitarem. Estão só conversando com eles. Nós estamos aqui a ver – diz o Pedro.
– Achas? Eu vou lá – digo eu
– Não vais não Paulo. Deixa as meninas estarem lá, você sabe que a Ana estava super contente de vir aqui, não vai estragar assim a noite dela com ciúmes – diz o Pedro.
Eu acalmo, pego no copo e bebo um golo. Nisso os caras sentam-se ao lado delas, um de cada lado. Eu olho para o Pedro e ele acena com a cabeça.
– Aproveita a noite Paulo, as meninas estão também aproveitando e conversando apenas.
– Acho que já é demais Pedro – digo eu
– Paulo relaxa. A Ana não estava contente em vir? Não a viste toda contente? Para quê estragar isso? Eu e a Ana frequentamos muito esse espaço antes de irmos para Portugal. E quando visitamos também costumamos vir cá muito. Não gostas do ambiente? – pergunta o Pedro.
– Sim parece bem e sim ela estava super contente.
– Você sabe como é a Gabi. Ela fala com todo o mundo, se calhar ela até conhece eles. – diz o Pedro.
Nisso a Gabi levanta-se e vem ter connosco.
– Então vais deixar ali a Ana sozinha? – digo-lhe eu exaltado
– Ahhhh Paulo relaxa, olha lá como a Ana está contente. São meus amigos e são super gente boa – nisso ela sorri para o Pedro
– Mas eu e ela não conhecemos. Eu vou para lá – digo eu.
Gabi me agarra no braço
– Não vai não Paulo. Fica aqui. Não está vendo como ela está contente e a rir? Paulo eu e o Pedro precisamos lhe contar uma coisa – diz a Gabi
– Contar o quê?
– Então Paulo, eu e o Pedro somos bastante liberais você sabe, até no sexo. Este clube é um clube que a gente costuma vir fazer umas brincadeiras. É um clube de swing – diz a Gabi e neste momento eu fico sem resposta – A Ana sempre teve curiosidade de vir a um clube destes mas sempre teve medo de te pedir … por isso quando eu lhe disse para fazermos isto ela ficou super contente e cheia de vontade. Era algo que ela já queria a muito tempo e achou que devia aproveitar aqui no Brasil que ninguém a conhece … Tu amas a tua mulher não amas? Então não vais estragar este momento dela – diz-me a Gabi
Nisto fico totalemente sem palavras, sem saber o que dizer … O Pedro percebe que fiquei eu choque e diz-me :
– Paulo eu também tive essa reação quando a Gabi me pediu o mesmo, mas hoje lhe digo que foi a melhor decisão que podia ter feito na vida.
Não sabia o que fazer e o que dizer … Olho para a mesa e vejo a Ana toda contente na conversa sim, com cada um deles do lado dela … ela olha para mim, sorri e manda-me um beijo.
– Vês como ela está contente Paulo, deixa ela aproveitar esta noite – diz a Gabi – eu vou lá falar com ela, fica descansado
Nisso ela vai para a mesa e senta do lado de um dos caras. Conversa com a Ana e a Ana se levanta e vem em direção a mim … Nisso vejo os 2 caras olhando e comendo o rabo dela com os olhos … A Ana chega perto de mim e dá-me um beijo longo:
– Amor eu peço desculpa por te ter trazido aqui sem você saber, mas sempre tive curiosidade disto. A Gabi disse-me que estás chateado e eu não queria isso. Isto sempre foi uma curiosidade que tive. A Gabi sempre me falou disto e eu fiquei sempre curiosa. Mas se tiveres chateado e quiseres ir embora podemos ir. Só não te quero ver chateado comigo e a sentir mal aqui – Diz a Ana
Nisto fiquei sem saber o que dizer, por um lado queria ir embora e acabar com isto tudo, mas por outro começava a sentir uma tesão por aquilo que estava a acontecer.
– Queres mesmo isto Ana? A Gabi disse que era algo que sempre quiseste, é verdade? Estás contente? – perguntei-lhe
– Sim amor, é verdade. Sempre tive medo da tua reação e achei que se fosse aqui no Brasil tu ias perceber melhor porque não conhecemos ninguém aqui – diz-me a Ana
– Eu quero que estejas feliz Ana, mas se eu me sentir mal com alguma das coisas isto acaba e vamos embora. Combinado? – digo-lhe eu
– Claro que sim Amor. Obrigada. És o melhor do mundo – e beija-me intensamente.
Ana vai de novo para a mesa e nisso um dos caras diz para ela se sentar novamente no meio dos dois. Nisso ela fala com os caras e com a Gabi e eles olham para mim, sorriem e acenam com a cabeça. Nisso a Gabi se levanta e vem ter comigo e com Pedro.
– Então Paulo mais relaxado e descansado? Tem de deixar a mulher feliz – diz a Gabi
– Então e porque você não está a aproveitar também Gabi? – digo-lhe eu
– Eu disse que ia ajudar a minha amiga a se encaminhar e depois tratar de mim. Não é amor? – diz a Gabi
– Claro que sim amor, aproveita também isso – Diz o Pedro
Nisso olho para a mesa e vejo um dos caras com a mão na perna da Ana. Fico sem saber o que fazer.
– Calma Paulo, isso é normal o que você está sentindo. Mas acredita que a Ana está a gostar muito – diz a Gabi
– Pedro acho que está na hora de irmos todos para a mesa para a Ana não se sentir sozinha, que achas? – pergunta a Gabi
– Sim vamos claro amor, prepara lá os lugares que eu e o Paulo vamos levar bebidas para todos.
Nisso a Gabi vai para a mesa e o Paulo pede as bebidas. Eu e ele levamos as bebidas e vamos. Quando eu chego na mesa olho para o cara do lado dela e vejo que ele já tem a mão subindo a perna. Ele acena com a cabeça e eu retribuo. O outro cara do lado pergunta se eu quero sentar ao lado da minha mulher e a Gabi responde: – Não não, o Paulo pode ficar aqui deste lado – e diz-me para me sentar de frente para eles. Nisto a Ana sorri para mim e manda-me um beijo. O outro cara chega-se de novo para perto da Ana e põe também a mão na perna da Ana. Nisso começamos todos a conversar e um dos caras começa a falar coisas ao ouvido da Ana e ela a sorrir muito. Noto que a mao dele continua a subir pela perna dela e nisso a Gabi mete a mão na minha perna e me diz ao ouvido: – Deixa a Ana aproveitar Paulo, ela está a adorar, aproveita também.
Nisso esse cara vira-se para mim e diz:
– Bem amigo, a sua mulher é muito gostosa … uma delícia … e ela disse que é a primeira vez que fazem isto. Você está-se sentindo incomodado? – diz um dos caras
– Hmmmm ela está a sentir-se feliz, e é isso que me importa agora – digo eu
– Sim, estou sentindo que ela está muito feliz mesmo … – diz o cara que estava subindo a mão e deve estar sentindo ela molhadinha
– E você se importaria se eu beijasse ela? Estou super curioso de beijar uma portuguesa, nunca beijei. – disse o outro cara
Fiquei sem saber o que dizer … sem palavras …
– Deixa ele experimentar sim Paulo, ele não vai arrancar nenhum pedaço, é só um beijo – diz a Gabi
Eu olho para a Ana e ela acena com a cabeça com um grande sorriso na cara. Eu aceno a cabeça também para o cara, e ele não perde tempo e beija a Ana na minha frente. Um beijo bem quente e intenso e a Ana a corresponder. Eles param e o outro cara do outro lado
– Ahhh também vou querer provar – e puxa a cara da Ana e beija também.
Fiquei completamente sem reação. E aquilo estava a dar-me muita tesão. Eles param e a Ana fica sorridente a olhar para mim enquanto eles pegam na mãos da Ana e colocam nos paus deles.
– Então amigo aqui você pode ver que a Ana está bem afim de avançar com isto, por isso queria perguntar-lhe se podemos levar a Ana até um dos quartos lá em cima. Você pode vir acompanhar e ver se quiser ou então pode ficar cá em baixo à espera dela. O que você prefere? – pergunta um dos caras
Eu olho para o Pedro e para a Gabi pedindo ajuda na resposta àquela pergunta.
– Amor você quer avançar com isto? – pergunto eu à Ana
– Sim eu adorava amor, mas só se você se sentir bem com isto – responde a Ana.
– Ahhh eu não sei Amor – digo eu e a Gabi interrompe:
– Ahhhh Paulo você não vai estragar isto agora, você está a ver que a Ana está a adorar isto e eu sinto que você também – e coloca a mão dela no meu pau – Você está bem duro, está a gostar.
Nisso eu fico sem saber o que fazer … Aceno com a cabeça como aprovando. O cara levanta-se, pega na mão de Ana e ela se levanta também. Quando ela se levanta vejo que o vestido dela estava bem para cima, mostrando que eles já tinha estado a sentir ela … Ela arranja o vestido e sorri para mim. O outro cara levanta também e vai para o outro lado e agarra bem na bunda dela.
– Então e como você vai fazer? – diz um deles olhando para mim.
Quanto eu tento levantar, a Gabi me agarra.
– O Paulo vai ficar aqui mais um pouco e já se junta a vocês lá em cima. Eu depois levo-o lá acima – diz a Gabi.
A Ana dobra-se para mim, beija-me e diz-me: – Não te preocupes Amor, eu fico bem. Nisso eles puxam-na, um deles beija-a e começam a ir em direção ao quarto. Os 2 segurando a bunda da Ana com o vestido bem mais curto que antes.
Nisto fico supernervoso, a Gabi ainda com a mão no meu pau, e fico sem saber o que fazer.
– Paulo relaxa, estás muito tenso. Porque hás-de estar assim quando a tua mulher está super feliz com isto. Não viste a cara dela? – diz-me o Pedro.
– Sim Paulo relaxa, estás muito tenso – diz-me a Gabi enquanto me acaricia o pau.
Aguardo uns 10 minutos e peço à Gabi para me levar lá. Ela levanta-se, agarra minha mão e puxa-me.
– Aproveita o momento Paulo, vais gostar muito – diz o Pedro.
Vou seguindo a Gabi e nisso entramos num quarto … a minha primeira visão é ver a Ana de 4, enquanto um está chupando a bunda e buceta dela e ela está chupando o outro. Me assusto e a Gabi agarra-me para eu não sair dali:
– Aproveita para asssitir Paulo, vais preferir ver ela dando para outros do que apenas imaginar – diz-me a Gabi.
A Ana ainda não reparou que eu entrei no quarto mas o cara que ela está chupando sim e começa a forçar a cabeça dela pra chupar mais ainda. E depois disso diz:
– Olha o corno chegou para ver a sua putinha.
Nisso a Ana para de chupar e olha pra mim
– Desculpa Amor, não aguentei, não sabia que tu vinhas assistir – diz a Ana
– Agora você não vai parar putinha, deixa o corno assistir que ele gosta – e um dos caras puxa a cabeça da Ana e coloca o pau dentro da boca. A Ana sem demoras continua a chupar.
– Sim Ana aproveita como se o Paulo não tivesse aqui – Diz a Gabi e nisso volta a colocar a mão dela no meu pau enquanto a gente observa.
Um dos caras continua chupando a buceta e bunda dela, cravando a lingua bem fundo, enquanto o outro vai fodendo a boca dela.
– Esta portuguesinha sabe chupar muito bem … bem gulosa esta putinha – diz um deles.
Meu coração parou … não sabia que reação ter … fiquei parado sem saber como reagir, mas sentindo uma enorme tesão daquilo que estava a ver. Ver a Ana ali no meio de 2 homens à minha frente. A Gabi ia acariciando o meu pau que já estava querendo rebentar as calças. A Gabi tira ele para fora:
– Senta aqui neste canto Paulo e desfruta da visão de ver a Ana sendo bem putinha para outro 2 caras na sua frente – diz a Gabi saindo do quarto e deixando-me no cantinho.
Nesse momento já não sabia o que fazer … o cara que a estava a chupar levanta-se e começa a roçar o pau na buceta dela … começa a colocar a cabeça e a roçar nela … Ana com o outro pau na boca começa a soltar gemidos e então ele enfia o pau todo … começa a socar bem fundo e forte a Ana e a ela a gemer ainda com o outro pau na boca. Enquanto lhe soca a buceta ele coloca o polegar no cuzinho dela e dá-lhe um tapa na bunda:
– Isso putinha, sente bem este pau a arrombar-te .. geme bem alto para o corninho ali te ouvir.. – diz um dos caras
Ana tira o pau da boca e começa a gemer bem alto …
– Hmmmmm minha nossa … isso força … ahhhhhhhhh – geme a Ana
– Então corno estás a gostar de ver a tua putinha assim? estou a ver que estás aí bem duro de ver isto – pergunta-me o cara que tirou o pau da boca dela
Eu aceno com a cabeça e a Ana olha para mim a gemer muito. O cara agarra na anca dela e começa a comer com mais força e o outro cara volta a colocar o pau dele na boca dela.
– Anda sua putinha, geme … não estás habituada a pau grande mas hoje vais ficar toda aberta – diz o cara que está a comer …
Nisso a Ana começa a gemer mais alto e a vir-se … O cara que está com o pau na boca dela faz sinal para o outro cara e eles param. Ele puxa para a Ana se levantar:
– Estás a gostar puta? diz ao teu corno se estás a gostar – pergunta ele
– Estou a gostar muito Amor, obrigado – diz a Ana olhando para mim sorridente
Nisso a Gabi e o Pedro entram no quarto e chama um dos caras.
– Ele vem connosco agora, a Ana fica entregue a ti Thiago – diz a Gabi
– Eu vou tratar bem desta putinha sim Gabi, fica descansada. Vou comer ela como ela nunca foi comida – diz o Thiago pegando no cabelo dela e forçando ela a mamar de novo.
Ana começa a chupar bem gulosa enquanto o Thiago fode a boca dela com a mao na cabeça dela e forçando ela engolir tudo. Nisso ele tira da boca dela e deita na cama
– Anda cá putinha, senta aqui no meu pau, quero ver essa vontade de cavalgar – diz o Thiago
Ana senta de frente para o Thiago e começa a sentar no pau dele … À medida que vai sentando vai soltando mais gemidos até ele entrar todo. Começa a cavalgar muito e a gemer bem alto. Thiago agarra no peito dela e começa a agarrar com força
– Anda puta, cavalga como nunca. Mostra ao corno como é que se fode … como é que adoras foder à frente dele – diz o Thiago
Nisso ela começa a cavalgar com mais vontade, a vir-se todinha … Depois de uns momento nisto o Thiago manda-a parar, tira para fora e puxa-a para voltar a mamar
– Puta você agora vai tirar o meu leite todo – e puxa a cabeça dela em direção ao pau e a Ana começa a mamar novamente.
– Corno vou encher a boca desta putinha com o meu leite – diz o Thiago
Com isso começa a comer-lhe a boca todinha e vem-se para a boca dela … Ana tira o pau para fora e vejo a boca dela cheia de leite sim, ela tirou mesmo o leite todo …
– Puta não penses que acabou … – olho para o pau do Thiago e está novamente teso.
– Esse cuzinho vai ser todinho meu … vou rebentar com ele todinho .. – e coloca o polegar no cuzinho dela e ela solta um gemido.
Puxa a anca da Ana e coloca-a de 4 na frente dele. Ela fica com a cara virada para mim … Ele encosta a cabeça na bundinha dela, e força um pouco … e ela solta logo um gemido … nisso ele vai empurrando e ela gemendo muito até que entra todo. Ele começa a fazer um vaivem e ela a gemer muito
– Aiiii Thiago que pauzão é esse … vais rebentar comigo … que delícia – diz a Ana olhando para mim e eu notando a cara de prazer dela ….
Nunca a tinha visto assim a ter tanto prazer. O Thiago continuou a comê-la todinha, cada vez mais fundo e cada vez mais forte e a Ana a gemer muito … nisto ela deve-se ter vindo umas 3 vezes. Ela gemia, gritava de prazer …. Até que ele diz que vai encher o cuzinho dela de leite e vem-se todo … Nesse momento em que ele se vem e para de a comer Ana cai sem forças … O Thiago levanta-se
– Portaste-te bem putinha, o corno ali tem de estar satisfeito com a putinha dele. – diz o Thiago depois de a beijar e encaminhando-se para a porta
– Sabes que isto foi apenas o começo, ela vai querer sempre isto e tu corninho vais ter de lhe fazer a vontade … – diz-me o Thiago – Vai lá ajudar a tua putinha a recompôr-se e podem descer. A tua putinha está de rastos.
Fiquei sem reação, sem saber o que fazer. Levanto-me pego no vestido dela e vou ter com ela.
– Estás bem amor? – pergunto eu
– Nunca estive tão bem amor, obrigada por este momento. – diz-me ela e beija-me
Ela veste-se e voltamos para baixo, nisto quando descemos vejo o Thiago a sorrir para nós. Sentamo-nos na mesa, sem saber o que dizer … apenas esperando pela Gabi e pelo Pedro. Não sabia o que dizer à Ana. Via-se pela cara dela que estava muito feliz.
– Estás bem amor? – pergunta-me ela
– Sim amor, desde que estejas feliz eu também estou – digo-lhe eu
– Obrigada por isto, sempre quis fazer e vi que tu também gostaste bastante – e ri-se olhando ainda para o meu pau duro.
Eu rio-me e nisso a Gabi e o Pedro começam a vir em direção para a mesa.
Eles chegam e vamos embora para casa. A Gabi e a Ana sempre a conversa baixinho entre elas a rirem-se.

Esta foi a minha primeira experiência como corno … Tal como o Thiago disse isto nunca seria apenas uma vez … E foi verdade … Espero que tenham gostado do conto. Foi o meu primeiro conto e digam o que acharam e o que devo melhorar para contar as minhas histórias. 🙂 fico à espera do vosso feedback para contar mais aventuras nossas.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.