Dando o Presente de aniversário a meu marido

Olá, meu nome é Maria, tenho 26 anos sou casada com Walter 27 anos. Somos casados a 6 anos e temos um filho e moramos em Florianópolis.
Somos um casal feliz, unidos, parceiros, mas com o passar dos anos o sexo diminuiu de 3 vezes por semana para uma a cada 10 dias. Resolvi procurar uma solução comprei conjunto de lingerie, camisolinha, usei roupas mais ousadas e em até determinado momento comprei um vibrador, que comecei a usar para ele me ver brincando, e confesso que adorei, aprendi a gozar com ele e as vezes brinco com ele para meu marido chegar em casa e me pegar toda gozada.
Acho que isso fez liberar um pouco mais nosso lado safado. Faltava uns 15 dias para o aniversário de Walter e em uma transa sentada no pau dele perguntei o que ele gostaria. Surpreendentemente ele me disse que ao me ver brincando com o vibrador sentiu vontade de me ver dando para outro. Na hora me assustei, mas ele começou a socar e me pediu para chamá-lo de corno, broxa, viadinho, puto e acabou gozando aos gritos.

Novamente em outra transa perguntei de novo, ele voltou a dizer que gostaria que eu desse para outro para contar para ele, falei se ele quisesse poderia contar minhas transas do passado, ele aceitou, mas disse que eu não estava com ele e queria se sentir traído. Perguntei se era isso mesmo que ele queria, como ficaria nossa relação? Ele disse que me amava que não mudaria nada.
Faltava 10 dias para seu aniversário, confesso que pensei muito nhoque ele falou, mas senti que depois que eu o humilhava na cama chingando, falando do meu passado ele tina tesão e ele mudou, estava muito mais atencioso e amoroso comigo.
Assim, tentei pensar como poderia trair ele, confesso que não queria ninguém próximo. Trabalho em uma empresa de telefônica e saio as 15:00 horas todo dia, nesta semana de aniversário de meu marido comecei a me vestir de forma mais ousada, roupas provocantes , me maquiava, sempre de salto para realçar ainda mais minha bunda. Reparei que os homens da empresa olhavam mais para mim, inclusive no elevador do prédio onde tem outras empresas, cheguei a sentir um homem a me encoxar, mas não poderia reclamar estava fazendo de propósito.
Faltando 5 dias para o aniversário de meu marido, fui trabalhar com um micro fio dental, calça branca bem colada que realçava minha bunda e minhas coxas, e uma blusinha azul. Na hora de ir embora entrei no elevador e tinha um senhor, depois descobri que tinha 48 anos, mas aparentava uns 40. Era um homem charmoso, elegante, meio calvo, mas com cara de comedor. Ao descer dos andares ele viu que eu me abanava devido ao calor, e falou que calor né? Claro com intuito de iniciar uma conversa, mas na hora nem me toquei, só falei, muito calor, depois de um dia de trabalho preciso de um banho, cama e uma boa massagem. Estas palavras fluíram da minha boca, falei sem pensar, foi que ele me deu a resposta imediata, se quiser posso te dar um banho, uma cama e uma boa massagem. Fiquei sem jeito, estava levando um cantada de um coroa. Ele voltou a falar, se quiser desce até o estacionamento comigo e não no térreo, ai te dou tudo isso! Nesta hora o elevador parou, e entrou mais duas pessoas, meu coração batia forte, minhas mão suavam, que eu faço, não sabia mais como lidar com uma cantada, o elevador estava quase chegando no térreo, vi o olhar de safada daquele coroa, o elevador chegou as pessoas desceram, eu não sabia que fazer, acho que pensei demais o elevador fechou e foi para o estacionamento, pensei e agora, sou casada, vi a aliança naquele homem, também era casado, pensei bom agora já era, não vou voltar atrás, parei de pensar, simplesmente levantei a cabeça e descemos do elevador em direção ao carro daquele homem, nem sei que carro era, mas era grande preto, meu nervoso era tanto que parei de repara em detalhes. Lembrei de que meu marido me pediu de aniversário, isso me deixou mais calma, pensei quem esta na chuva é para se molhar e sei que se eu tivesse pensado muito não iria estar ali.
Chegamos no motel, entramos no quarto aquele coroa me pegou pelo braço me deu um beijo, longo, firme e suas mãos na hora abraçaram minha bunda, é a parte que mais chama a atenção em mim. Nossa já não sabia que era beijar outra boca, ele me despiu toda, tirou sua roupa e vi um pau grosso duro saltar, me levou para chuveiro me deu um banho, voltamos para o quarto, ele me agarrou me beijando pediu para sentar na borda da cama, sem falar nada enfiou o pau em minha boca, mal conseguia enfiar a cabecinha de grosso que era, imagine que dó de minha bucetinha, ele me segurava a cabeça e fodia minha boca, nunca fui dominada, sempre gostei mais de dominar a situação, mas passei a mão em minha bucetinha estava escorrendo de tesão daquele coroa me tratar assim.
Me deixou na cama e beijou meu corpo todo, senti alguns chupões que depois fui ver mais claramente, meu pescoço, peitos, ombros e virilha estavam todos marcados de chupões, não teria mesmo como esconder de meu marido em casa. Aquele coroa sabia me dominar, chupou minha bucetinha até me fazer gozar, voltou a beijar minha boca, senti aquele pau batendo na porta de minha bucetinha, pedi para ele colocar a camisinha, mas eu estava tão molhada, que em um movimento ele entrou em mim, senti perdendo o cabaça, que pau grosso. Pedi a camisinha de novo, mas ele me segurou firme pela cintura e começou a socar, não conseguia me mexer nem falar, só tomava estocadas e gemia. Aquele homem tinha uma puta de uma pegada, sabia meter e meter gostoso, me virou de quatro, arrebitei bem a bunda, ele encostou a cabecinha deixou deslizar e voltou a meter, me segurava forte e puxava de encontro dele, me chamava de putinha, ninfeta safada, e socava, dava tapas em minha bunda, nestas socadas senti seu gemido mais forte e jatos de porra em minha bucetinha. Deitei na cama, e ele em cima de mim, ele tirou o pau senti aquele leite quente escorrer, naquela hora veio o arrependimento, mas sem falar nada ele me beijou na boca, e veio com aquele pau ainda com porra e me fez chupar, estava com certo nojo, mas ele fazia questão de colocar em minha boca, sabia eu que se não chupasse ele não iria parar, me virou de lado e meteu em mim de novo, aquele coroa abusava de mim, nunca dei para um coroa antes, e como sabia socar, foi quando ele gozou de novo. Minha bucetinha estava em brasa, pedi para ir embora, estava sem jeito, e atrasada, coloquei a roupa daquele jeito mesmo toda gozada, me vi no espelho esta cheia de chupões e algumas marcas da pegada dele.
Ele me levou embora, quase não nos falamos, cheguei em casa meu marido me esperava, me viu de cabelo molhado, me perguntou que aconteceu, falei que depois contava. Ele foi para o banho e deitou na cama, coloquei nosso filho para dormir e estava na hora de contar o acontecido ao meu marido, cheguei na cama, chupei seu pau para ficar duro, e sentei em cima. Ele me disse como eu estava molhada, ele quase sentia, foi quando falei que era resto de porra, e que estava arrombada e doída, que ele não podia meter forte que eu não iria aguentar, e falei que realizei a sua fantasia mostrando os chupões que o coroa havia deixado, comecei a contar e rebolar em seu pau, antes de terminar o ocorrido ele gozou, fiquei com pena, ele foi para banho e voltou, comecei a chupar ele dizendo que terminaria o ocorrido chupando ele porque não aguentava mais pau em minha bucetinha, no final ele gozou de novo.
Bom fiquei com medo da reação dele, mas confesso que me surpreendi, ele ficou melhor do que já era, me provou da mesma maneira que provei a ele que nos amávamos.
Bom , chegou sábado dia de seu aniversário , meu marido me agarrava toda hora, fiz questão estes dias de só usar fio dental e roupas provocantes. Acordei cedo, coloquei um short bem curtinho, mostrando a polpa de minha bunda, coloquei uma blusinha sem sutiã, deixando meus bicos a mostra e fui ao mercado comprar um bolo surpresa para meu marido. No mercado foi inevitável não levar cantada, teve um cara que era repositor, chegou descaradamente e disse, que delicia eu chuparia todinha, confesso que achei ridícula a cantada, mas a auto estima vai lá em cima, e depois que dei para o coroa sozinha ficou mais fácil aceitar as cantadas. Olhei para o rapaz dei leve sorriso e fiz questão de abaixar e pegar um produto lá em baixo da gondola só para ele ver bem minha bunda, olhei para ele sorri e fui embora deixando ele com certeza de pau duro.
Cheguei em casa meu marido estava na cama, fui até ele puxei seu short e comecei a chupar seu pau, ele acordou e falou que isso, disse parabéns, vai dizer que não é maravilhoso acordar assim no dia de seu aniversário, ele disse acordar assim é bom todo dia. Não deixei ele gozar, fui buscar o bolo, cantei parabéns, nosso filho acordou, enfim, ele mal sabia o que esperava ainda.
Passamos o dia maravilhoso, fomos almoçar fora em família tudo eu que havia planejado, no final da tarde minha mãe veio posar em nossa casa, meu marido perguntou por que, e por que ele não sabia? Falei que iriamos saiu que era para ele se arrumar, que minha mãe iria posar com nosso filho.
Nos arrumamos, coloquei um vestido mega curto, um salto bem alto, para realçar ainda mais minha bunda, meu marido caiu o queixo quando meu viu. Levei ele para jantar a sós, em um determinado momento, fui ao banheiro tirei a calcinha e voltei para mesa. Peguei a calcinha e entreguei em sua mão, pedindo se ele poderia guardar para mim, ele sorriu, e estava se surpreendendo mais com minha ousadia e que havia virado aquela semana, falei para ele que estava com tesão dele, e que a vontade era de sentar em seu pau no meio do restaurante. Ele disse que tesão é esse, quero ver. Nesta hora enfiei minha mão embaixo da saia, minha bucetinha estava melada, me masturbei discretamente, e tirei o dedo bem molhado dela e dei para ele chupar e ver o quanto estava molhada, passei a mão em seu pau estava duro, discretamente tirei seu pau pelo zíper da calça e masturbei ele, ele só me chamava de louca e que estava amando tudo aquilo, mas mal sabia o que eu havia planejado.
Queria que a semana fechasse com chave de ouro, quando saímos do restaurante, pedi para dirigir, falei que eu ia levar ele em um lugar, como ele estava a minhas ordens, me deu a chave, levantei bem a saia onde minha bucetinha ficasse a mostra e fui abastecer, propositalmente para o frentista ver, desci do carro e fui rebolando e mostrando a polpa de minha bunda para ir pagar com cartão, meu marido só observava, voltei para o carro meu marido me falou sua puta, mostrou a buceta e a bunda, os caras só estão olhando e falando de você.
Sorri, e levei meu marido ao um clube de swing, expliquei que queria dançar a vontade, e foi que aconteceu, bebemos, dançamos, me esfreguei nele, determinado momento fomos dar uma volta, e um casal novinho como nós sorriu para mim, dei sinal para a menina que estávamos indo no dark room, o casal veio atrás, entramos e segurei na mão da menina para me seguir, afinal lá é tudo escuro, encostamo-nos à parede e comecei a beija-la, meu marido de pau duro esfregava em minha bunda, foi quando combinei com a menina para encostarmos na parede e trocar de marido, fui ao ouvido do meu marido e disse, o cara vai me comer, vai lá e come a mulher dele, ele me perguntou sério, tem certeza, disse que sim, era seu aniversário e queria dar todos os presentes a ele, foi quando senti um pau me invadir, não tão grande mas metia bem e ouvia a menina do lado gemendo com o pau de meu marido, foi muito tesão, não demoraram muito para gozar os dois deviam estar estourando de tesão, nos beijamos os quatro e saímos e fomos nos conhecer melhor no barzinho. Descobrimos que era a primeira vez do casal também, que estavam nervosos mas se soltaram conosco.
Bom, ganhamos dois amigos de swing, saímos, damos risadas, nem sempre rola, ficou muito mais na amizade de que sexo, foi legal. Meu marido me disse que foi o melhor aniversário de sua vida, que eu tinha me tornado muito puta, que isso deixou ele feliz.
Já eu, amei tudo isso, confesso que não me arrependi, dei o presente que meu marido queria, e fiz muito mais para ele, porque o amo. E depois de tudo isso nossa relação só esquentou, acabou as brigas, estamos mais unidos, e nem porque dei para outro fico traindo ele, é só fantasia, mas se ele me pedir é claro que faço de novo, afinal que melhor que agradar seu amor.

6 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.