Descrevendo minha intimidade a uma Amiga Casada

Olá meu nome é Marcelo (Fictício), sou descendente de japoneses, tenho 30 anos, me considero um cara normal de 1,70 e uns 75kgs. Sou noivo e de vez em quando dou as minhas escapadas, recentemente conheci uma pessoa interessante em um chat da net e ela ainda não se sente preparada para ter um caso extraconjugal (é casada).
Nós temos uma boa relação e falamos de praticamente todos os assuntos, inclusive sexo. Ao falarmos das nossas fantasias sexuais, acabamos trocando alguns contos eróticos que encontramos aqui no site e que nos davam muito tesão. Durante esse período apareceu uma colega de trabalho que estava me convidando pra sair, acabei saindo com ela após uma reunião entre amigos e a minha amiga virtual pediu para que eu contasse como foi. Assim segue o meu primeiro conto e resolvi publicá-lo aqui também.
Cheguei (sozinho) na confraternização por volta de 22:30, já tinha avisado que ia aparecer mais tarde e todos já estavam por lá. Como o pessoal estava espalhado entre a cozinha, a varanda e outros olhando as crianças, fui cumprimentado o pessoal aos poucos e quando vi ela apenas dei um abraço e um beijo no rosto normal. Mas percebi que ela ficou um pouco vermelha.
Durante o churrasco acabou que os homens ficaram próximo a churrasqueira e as mulheres se juntaram na sala pra conversar e cuidar das crianças, mas teve uma hora que ela sumiu e meu cel vibrou com mensagens. Ela era falando que a “festa junina” não tava legal, pq ficava os homens de um lado e as mulheres de outro. Então eu comentei que assim era melhor, porque não levantava suspeita e o churrasco podia ser apenas o inicio da noite.
A mulher ficou doida rs. Quando eram umas 1:00 mais ou menos, um casal foi embora e eles perguntaram se ela queria carona e ela ficou de decidir. No zap eu pedi para ela ir com eles, pra não levantar suspeita e depois eu passava na casa dela pra gente conversar um pouco louco pra começar a putaria
Depois de uns 15 min eu sai. Avisei que em casa pra tomar uma ducha e depois passava pra pegar ela. Ela disse que ia fazer o mesmo.
Passei na casa dela e já percebi q ela vinha mal intencionada, veio com um vestido leve e ficava de frente pra mim no carro. Ai ela perguntou aonde iríamos, falei que como nem ela e nem eu poderíamos ser vistos por ai, era melhor num motel porque ficaríamos mais tranquilos. Na hora ela abriu maior sorriso safado rs…
Quando entramos no motel, eu fui fechar a porta e ela ficou no carro.. Assim que a porta fechou ela veio em minha direção e ficou parada na minha frente, não resisti e grudei ela no carro com um beijo daqueles.
Às vezes parava e ia em direção ao ouvido dela, pra beijar o pescoço e perguntar pra ela se estava fazendo errado, ela dizia que só queria parar de manhã… Ficamos nesse amasso por um tempo, ai peguei na mão dela e direcionei pra gente subir pra poder curtir mais.
Na escada eu já fui subindo e mordendo a bunda dela, e ao chegarmos ambos tiramos os sapatos. Ela me sentou na cama e veio sentando no meu colo de costas e eu aproveitei pra pegar nos seios dela e morder um pouco a nuca. Falei pra ela que ela tava safada demais, e ela só sorria olhando pra mim.
Comecei a levantar o vestido dela e ela tratou de levantar e tirar toda a roupa na minha frente pra ver minha cara de tesão, tirei a minha camiseta e quando fui abrir a calça ela veio com a mão no meu pau e disse q ia tirar pra mim. Foi tirando a calça e a cueca e quando baixou tudo ajoelhou na minha frente e começou a bater uma, passando a língua na boca.
Já não aguentando mais peguei a cabeça dela e levei ao meu pau, ela começou a chupar bem gostoso. Chupava, lambia e punhetava bem gostoso, dava pra sentir ela com água na boca. Tava me deixando com muito tesão. Peguei-a pelos cabelos e trouxe para a cama, era minha vez de sentir aquele corpo na minha boca. Comecei pelos seios, mordiscando e chupando bem devagar. Com uma das mãos desci ate seu sexo e vi q ela estava bem molhada, foi só eu tocar lá que ela deu uma gemidinha gostosa. Me deixou com ainda mais tesão. Parei de chupar os seios e fiquei só acariciando ela e olhando nos olhos.
Desci e fui direto na sua bucetinha, toda lisinha…
Comecei chupando bem gostoso em torno dela e depois fui lamber e enfiar a língua na entrada daquela bucetinha pra sentir o gosto dela, sentia o corpo dela respondendo e ela suspirando a cada tentativa de entrada com a língua. Depois de uns 5 minutos, passei a concentrar no clitóris, fazendo movimentos rápidos com a língua e rapidamente ela começou a gemer bem gostoso, sinal q tava aprovando. Ai eu resolvi castigar e comecei a chupar bem gostoso, quando vi que ela tava ficando doidinha, dei uma parada e fiquei olhando pra cara dela com a maior cara de safado. Quando ela ameaçou alguma expressão, eu retornei a chupar no mesmo ritmo anterior pra ver se ela ia gozar. Não deu nem uns 2 minutos e ela segurou a minha cabeça ao encontro dela e começou a rebolar junto, pedindo pra eu continuar q tava delicia minha boca nela. Acabou gozando gostoso na minha boquinha.
Ela levantou transtornada e veio chupar meu pau mais um pouco, mas com a outra mão já buscando a camisinha pra vestir ele. Logo q ele tava pronto, ela veio sentando bem gostoso em cima de mim. No começo veio me beijar e sentir entrando e depois passou a sentar gostoso só olhando a minha cara. Aquela bucetinha toda gozada tava uma delicia, pq ele entrava e saia bem gostoso de tanto q tava encharcada. Ai fiquei só aproveitando ela sentando e eu tentando segurar ela pela cintura pra ir controlando os movimentos. Ela sentava gostoso demais, fazia o pau entrar e sair quase todo pra eu aproveitar toda a bucetinha dela. As vezes ficava sentando só na cabecinha e dizia q tava uma delicia sentir a cabecinha na entrada dela. Teve um momento que ela começou a sentar rápido e gostoso que eu tive q segurar ela um pouco senão me fazia gozar, de tão bom q tava aquela sensação.
Peguei ela pela cintura e disse q agora era minha vez, a deitei na cama e segurei as duas pernas bem abertinhas e fui lamber bem gostoso antes de voltar a comer. Assim q vi que tava no jeito, passei o pau na entrada e comecei a colocar de novo. Foram uns bons minutos alterando a velocidade e a força. Ela ficava gemendo e olhando pq disse q adorava ver o pau entrando na bucetinha. Resolvi q queria comer ela de quatro.
Ela nem falou nada e só virou de costas pra mim, pedi pra ela ficar de quatro na beirada da cama, pq queria comer ela de pé de fora, pra poder controlar melhor. Segurei ela pela cintura e comecei a comer de uma vez só… segurando pela cintura e socando gostoso o pau dentro. Tava uma delicia ver a carinha dela olhando pelo espelho só pra ver eu pegando por trás e segurando a cintura dela. Continuei comendo e ela começou a esfregar a entrada da bucetinha e pedir pra eu ir mais rápido pq queria gozar assim. Acelerei um pouco mais, mas não consegui acelerar muito pq senão gozava também. Tava gostoso demais ver a cara dela de tesão. Ela gozou gemendo alto e desabou na cama.
Ficou me olhando de frente com as pernas abertas, esperando pra ver o que eu ia fazer. Mas eu queria que ela chupasse gostoso de novo. Ela me deitou e começou a judiar, chupando e punhetando ele na boquinha dela, passava a cabeça na boquinha e voltava a chupar bem babado. Comecei a falar q se ela continuasse assim eu não ia segurar, a safada apenas sorriu e começou a chupar e punhetar com mais vontade. Acabei gozando gostoso na boca dela.
Fomos tomar uma ducha e depois ficamos um tempo conversando sobre a loucura e como tinha sido, ela tava bem relaxada e eu tbm. Depois de uns 30 minutos batendo papo, ela levou a mão ate o pau, dizendo que ainda queria mais. Voltou a chupar gostoso ate ele ficar duro na boca dela, disse q adorava sentir ele crescendo na boca. Quando estava bem duro, ela esfregou ele na bucetinha e pediu pra eu colocar a camisinha de novo.
Peguei ela na cama e deitei novamente. Agora já tava curtindo mais, aproveitando.
Como ambos já tínhamos gozado, dava pra beijar, pegar o cabelo e comer olhando as carinhas q ela fazia. Deitei ela de lado e comecei a comer de conchinha, pra sentir aquela bunda gostosa e poder ficar aproveitando o cheiro e ver ela espiando pelos espelhos.
Ficamos mais algum tempo transando em outras posições e quando disse a tava pra gozar ela disse que queria mais na boca. Mas falou que queria q eu batesse pra ela, pq ia ficar esperando pra ganhar toda porra na boquinha.
Ela sentou na cama e ficou pedindo pra eu gozar na boquinha dela pq tinha mais vontade de porra na boca. Gozei gostoso na boquinha dela, sujando um pouco os seios.
Fomos pra outra ducha e depois só ficamos comentando do perdido q demos no pessoal de trabalho. Nos vestimos e levei a levei de volta pra casa. Pouco nos falamos nesse FDS e depois recebi uma mensagem no zap, dizendo q no próximo q eu estiver a toa aqui, ela quer me ver nem q for uma horinha rs…

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.