Dona de Casa Se Entrega ao Entregador de Gás na Sua Própria Casa

Sou casada há mais de vinte e cinco anos com meu marido Rodolfo,desde que me casei virei uma dona de casa,antes de me casar eu sempre trabalhei fora,meu último serviço foi em um cartório aqui na cidade de Ribeirão Preto-SP,sempre moramos aqui,eu desde que criança,nasci aqui e meus pais e familiares são todos daqui também e meu marido é caminhoneiro,vive na estrada.
Me casei muito nova,eu tinha apenas dezoito anos e era virgem,foi maravilhoso,viajamos para Natal-RN em lua de mel que eu curti muito,meu casamento é normal,sempre fui uma esposa dedicada a marido e filhos…eu tenho três,todos estudantes.
Mas um certo dia fiz um pedido de gás,como qualquer outro outro pedido,sempre peço na mesma empresa,mas desta vez mandaram um rapaz lindo,muito atraente mesmo,de corpo perfeito e rosto lindo,na hora que eu o vi fiquei pensando:”Esse cara deviria seguir a carreira de modelo”.
Ele sabia que era um gato de primeira linha,devia ter uns vinte e cinco anos,eu idade para ser a mãe dele!!Que pena!!
Eu não me segurei e disse á ele numa boa mesmo:
-Rapaz,você deveria seguir a carreira de modelo!Você tem um corpo e rosto muito bonitos…
-É…muita gente fala isso ai dona…mas eu não levo jeito pra essas coisa não,sou de família pobre,não tenho estudo,sou um caipira de dá gosto.
E deu muita risada e me disse que ser modelo não era mesmo pra ele não…
-Ué você bonito desse jeito,quer passar a vida inteira entregando gás?É isso que você quer pra si mesmo?
-É a única coisa que seu fazer ué…ah não ser que eu case com uma mulher rica(risos).
-Mulherada deve pagar geral em cima de você não é mesmo?
-Ah depende muito viu…é aquela velha história,quem a gente gosta não gosta da gente…eu não tenho namorada e sempre gostei das mulheres mais maduras.
Eu fiquei meio entusiasmada na hora,mas imagina,eu,uma mulher séria trocando idéias sobre namorado e relacionamentos com um jovem desconhecido…modéstia á parte,eu sempre fui bonita e sou muito vaidosa apesar de ser uma dona de casa,eu me cuido,faço academia,regulo alimentação enfim,sou uma coroa enxuta e bem conservada…bonitona.Então falei pro rapaz:
-Ah se eu fosse mais jovem viu!Se eu não tivesse idade pra ser sua mãe eu ia querer ser sua namorada e dei muita risada querendo levar tudo na brincadeira sadia é claro.
-Mas você é uma mulher bonita,muito atraente e faz meu tipo.
E ficou me olhando querendo me comer com os olhos,eu fiquei sorrindo e olhando pra ele também,ele se aproximou e pegou em minha mão,eu acabei deixando,eu não resistiria ao garoto,de forma alguma.
-Você é casada?
Ele viu a minha aliança…
-Sim sou casada há muitos anos.
-E cadê o seu maridão?
-Meu marido está viajando como sempre,ele é caminhoneiro,não sai da estrada praticamente,só fica em casa finais de semana e olhe lá,tem semana que ele emenda e fica viajando.
Ele,bem safado beijou minha mão e depois veio querendo me beijar na boca,e eu consenti,nos beijamos ali na cozinha,como estávamos sozinhos foi um beijo de cinema,o rapaz tinha uma boa pegada,eu estranhei o seu beijo no começo,afinal,o único homem que beijei e fiz sexo em toda a minha vida foi meu marido Rodolfo.
O clima esquentou e eu disse que parasse,que eu não queria ser uma vadia que trai seu marido com o primeiro que aparece…ele ficou numa boa e disse:
-Olha,vou deixar meu número de celular,qualquer coisa que precisar,me ligue que venho aqui.
De noite deitei pra dormir e fiquei pensando no tal entregador de gás,eu não estava acreditando que existia a hipótese de eu ter um caso com aquele rapaz lindo e maravilhoso,mesmo que fosse apenas uma aventura sexual,eu queria e estava disposta a ter minhas horas de prazer,afinal de contas,vivo sozinha e não sou de ferro.
Passou-se dois dias e depois do almoço liguei pra ele,eu não poderia ligar de noite pois meus filhos estariam todos em casa,então liguei,e em meia hora ele chegou.
Sentamos no sofá e conversamos um pouco sobre a família dele,disse que era filho único e morava com os pais,aliás,não muito longe de minha casa.
Eu usava um vestido longo e ele colocou suas mãos em minhas pernas e fez umas carícias,foi puxando e erguendo meu vestido,tudo ali na sala mesmo,meu coração foi a mil por hora com aquelas mãos me alisando,foi erguendo o vestido e minhas pernas ficaram á mostra…até que subiu até a calcinha,eu já estava meio que preparada e coloquei uma lingerie que comprei especialmente para esse dia,diga-se de passagem.
Ele subiu sua mão até meus seios,na verdade eu tinha um pouco de vergonha de meus seios,acho que toda mulher tem,com uma certa idade,puxou a alça do meu vestido e abaixou…pronto,eu estava de calcinha e sutiã á mostra e nos beijamos,desta vez gostei do beijo,o menino safado me beijou inteira,tirou minha calcinha com uma certa força e logo desabotoou sua calça e a tirou,vei me penetrar e na hora que eu sentir seu pênis entrando eu me assustei,mas senti um prazer indescritível,o jovem tinha um pênis enorme,muito maior que o do meu marido,eu não sei porque se era uma novidade,mas senti muito mais prazer com aquele pau grande me comendo,ele enfiava devagar para eu sentir e tirava,eu ia ás nuvens,afinal de contas,era o segundo homem com eu eu estava transando na vida inteira,tive um orgasmo top,o melhor,aos meus cinquenta e poucos anos eu não acreditei,parecia uma ninfeta transando,até aqui ele ainda não tinha gozada e me vez ficar de quatro no sofá da sala,ai ele veio e bombou forte,me deixou arregaçada de tanto meter na minha buceta e gozou.foi uma loucura em plena luz do dia eu transando feito uma puta com o jovem entregador de gás.
Repetimos a dose por muitos dias,fazíamos sexo com loucos,até que ele quis fazer sexo anal…meu marido já havia tentado fazer comigo,mas senti muita dor,e disse á ele que dói muito,então ele me falou que se passar um gel eu não sentiria dor e sim muito prazer,eu fiquei curiosa e aceitei,ele passou um creme e enfiou bem gostoso,enfia a tirava e foi aumentando o ritmo,,eu estava adorando aquela sacanagem e sentia prazer com o pau dele comendo minha bunda,foi demais mesmo.
No fim de semana Rodolfo chegou de viagem e estava louco de vontade de sexo,fiz o meu serviço,apesar de estar toda assada de tanto transar,imagina,eu com cinquenta e poucos anos,trepando feito uma louca todos os dias.
Rodolfo me perguntou se eu não queria fazer uma viagem curta com ele,eu aceitei e ficamos três dias fora,deixei meu celular em casa e,quando voltamos tinha muitas ligações do meu caso…esperei Rodolfo viajar de novo e então retornei a ligação:
-Ué o que aconteceu fiquei preocupado!
-Ah eu fui viajar com meu marido mas já voltei…
-Posso ir amanhã?
-Claro que sim.
Ele veio e foi logo tirando minha calcinha,sem tirar o meu vestido,ele tinha pressa e queria dar uma rapidinha,deu uma chupada bem gostosa e me fez gozar com sua língua e depois socou a vara grande,eu adorava…era uma aventura pra mim,eu estava me sentindo uma menina de 18 anos…
Ele voltou durante a semana e eu até chupei seu pau,deixei ele gozar em minha boca,nunca,ninguém,nem meu marido eu deixava,mas ele eu deixei,eu queria sentir a porra quente dele na minha boca e no meu rosto feito uma putinha,isso me excitava muito,eu deixava ele me comer de tudo quanto é jeito…
Ate que um dia o Rodolfo meu marido viu as ligações e percebeu o mesmo número ligando várias vezes,em dias seguidos,no mesmo horário…e claro ficou muito desconfiado de alguma coisa,ele nunca desconfiaria de mim,mas os números no celular o assustaram,mas ele não me falou nada…na semana eu disse ao meu garoto que não viesse e nem me ligasse,eu sabia que o Rodolfo poderia aparecer naquele momento,afinal,eu o conhecia muito bem,e foi dito e feito,meu marido apareceu tentando me pegar no flagra…até deixou o caminhão na outra rua para não fazer barulho,chegou a pé!!
Ele nos pegaria com a boca na botija,ou melhor,com a minha boca no pau grande de outro homem!!Depois desse dia demos um tempo,semanas…Rodolfo apareceu do mesmo jeito outros vários dias…até que fiquei com medo de estragar meu casamento e decidi dar um basta.
Mas fiz uma despedida de vadia com o garoto gostoso,e foi no motel…inesquecível demais…até hoje nunca ninguém descobriu…o meu garoto se casou com uma menina de sua idade,mas não era rica não.
Eu continuo casada com Rodolfo até hoje,e se aparecer um jovem garotão bonito querendo uma coroa enxuta…ah…eu traço sim!!
Obrigado amigos pela oportunidade de contar minha aventura de traição.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.