Virei a boqueteira do bairro

Ola, sou a carol, tenho 20 aninhos, sou branca, cabelos lisos e negros, 1.70 de altura ,58kg , seios grandes, coxas bem grossas e uma bunda bem empinadinha. sou viciada em pau, fico babando quando vejo um. desde quando era adolescente ( os melhores anos da minha vida até agora). mas foi com 16 anos que a minha vida sexual mudou de apenas um papai e mamãe com um namorado pra muita orgia, bom vamos lá então: na minha rua eu tinha alguns vizinhos que a gente se reunia toda noite para ficar brincando, era uns 5 garotos e mais 4 garotas… a gente brincava de tudo, jogos de tabuleiro, cartas, policia e ladrão, jogo da verdade ou desafio e até salada mista.
por nós termos crescidos juntos tínhamos uma intimidade muito grande.
a gente vivia bjando um ao outro e já cheguei a bjar as meninas, nós meninas fazíamos questão de ir com mini-saias só pra deixar os meninos loucos, as vezes eu ia até sem calcinha, e ficava abrindo as pernas pra eles verem, mas eles ainda eram novos e não tinham aquela fome que um cara mais velho tem… mas eles não eram bobos, sempre tiravam casquinha da gente, ficavam passando a mão toda hora na nossa bunda, nas coxas, até na buceta, acho que perdi a conta das vezes que fui encoxada por trás, a gente tbm vivia se jogando no colo deles. mas eu era especial pra eles pois era a única com peitões, eles viviam se esbarrando em mim de propósito só para passar a mão neles, por isso eu adorava exagerar nos decotes. uma vez eu tava sentada no colo do vitor e ele abaixou a alça da minha blusinha deixando a mostra meu peito, e meteu a mão nele, mas levei na brincadeira, pois eu tava provocando sentada no colo dele.
mas foi em uma bela noite de sabado que tudo aconteceu… estavamos todos excitados fazendo planos pois a galera tinha combinado de ir acampar no sábado. então lá fomos nós… toda a galera, fizemos tipo um acampamento na beira do rio com 2 barracas e fogueira. quando foi de noite nós decidimos brincar de verdade ou desafio, e nessa brincadeira eu fui desafiada a ficar com o gustavo … claro que eu tinha que aceitar, e assim eu fui… sabia que ele era meio bobinho e não ia fazer muita coisa comigo, ele me levou para uma das barracas e nos fechou lá dentro.
aí ele me agarrou e me jogou no chão começou a brincar comigo, gelei, fiz menção de sair mas ele me segurou,me deu um longo beijo e disse ao meu ouvido “relaxa e goza’. na rua ele já tinha me dado alguns selinhos e até passadas de mão, mas tinha sido na rua com todo mundo vendo… ele se encaixou em mim, começou a acariciar meus seios, minhas coxas chegando até a levantar minha saia, bjava meu pescoço, minha orelha… eu comecei a ficar excitada com tudo akilo, mas eu tava com vergonha pois só tinha feito algumas coisinhas com um ex-namorado. aí ele ergueu minha saia com as mão e apalpou fortemente toda a minha bunda e ainda me pressionando contra seu pau que já tava duro como pedra. aí ele colocou minha calcinha de lado e começou a acariciar meu rego com os dedos, foi demais, eu tava ficando toda molhada. e nisso ele falou que eu tava muito gostosa mas que era a minha vez agora, aí eu perguntei o que ele queria que eu fizesse, rsrs. pra que?
aí ele simplesmente abaixou as calças e mostrou akele pau duro enorme, meu queixo caiu… aí ele falou vem cá gata experimenta um pouquinho. eu já fui recusando dizendo que eu nunca faria akilo e tal ( eu nunca tinha chupado um pau, só transado com meu ex algumas vezes) … mas aí ele falou: carol se vc me fizer um boquete eu te dou 20 reais. rsrs, eu dei risada na cara dele e falei, ta maluco! não sou nenhuma puta, mas aí eu lembrei que tava precisando de grana pra um show, e fiquei quieta, até que ele falou: blz, te dou 40 então… aí eu pensei mais, o convite do show era vintão se eu aceitasse ia dar e sobrar ainda.
então eu falei: ok, mas faço por 50 então, ele topou na hora. aí ele me puxou e eu ajoelhei e meio sem noção coloquei a mão, muito mais por curiosidade do que por saber o que tava fazendo, ele falava: vai mete a mão, eu sei que vc quer, óoo faz assim, ele pegava a minha mão e fazia um movimento de vai e vem. eu achei legal, era até gostoso sentir akilo na mão, bem diferente, até que ele pediu pra eu fazer um boquete, eu pensei muito, nakilo que tava acontecendo e no que iriam pensar de mim… só que pelo tesão eu acabei metendo a boca naquele cacete gostoso, engolindo até o fundo da garganta, deixando-o bem melado, tendo um pouco de ânsia mas passava, ele fodeu minha boca loucamente, sem dó, ele agarrava minha cabeça com as mãos e metia, até fazia um barulho estranho tipo “chac, chac”. ele gozou ali mesmo, fazendo uma punheta comigo ajoelhada enchendo minha boca de porra fervente e não deixei cair uma gota sequer, e de tão gostoso que tava eu ainda continuei chupando até secar o pau dele. depois disso saímos da barraca e voltamos pra rodinha da brincadeira, meio desarrumados, rsrs, mas tudo bem, todo mundo sabia que a gente tinha dado uns amassos.
o pior foi quando eu me sentei e todo mundo ficou olhando pra minha cara até que o menino mais safadinho da turma apontou e falou tem um negócio branco no seu rosto, putz, eu fiquei vermelha na hora, tentei limpar, mas aí ele riu e falou que tava zuando. no dia seguinte, já tínhamos voltado do acampamento… o gustavo só me deu vinte reais, eu fiquei puta com ele mas não pude fazer nda, rsrs, não ia reclamar pra ninguém né, mas só com vinte eu não podia sair de casa, não sobrava pra nda.
aí eu falei pro gustavo que tava precisando de mais grana, ele me falou que se eu quisesse ele falava com os outros meninos pra me arranjar dinheiro, aí eu agredeci muito e aceitei achando que ele só ia pedir grana pra eles. mas eu tava enganada. ele achou que eu tava querendo grana mas em troca eu faria o boquete que fiz pra ele. aí o luís me liga dizendo que era pra eu passar na casa dele que ele ia me dar a grana.
quando eu chego lá ele me dá um bjinho e uma passada de mão na bunda como de costume e me chama pra dentro e fala pra irmos pro quarto dele… lá dentro ele pergunta: quanto tu ta cobrando? é 20 né?! eu fiquei vermelha na hora, e falei cobrando o que?????!!! aí ele: ué, o boquete gata. putz, eu queria matar o gustavo. eu falei: não, eu aachei que vc ia me emprestar a grana. que isso gata, o gustavo falou que vc fazia um boquete da hora por vintão. não, vc ta louco, eu não faço isso, é mentira dele, ele tava zuando com vc e fui saindo… quando eu tava na porta da casa dele eu pensei, já que to aki, e com certeza não vou conseguir desmentir essa história, voltei e falei pra ele: vc me dá vintão se te fizer um boquete? claro gata!
então eu chupei ele na cama dele, um vai e vem gostoso, até tirei a blusa pra ele acariciar meus peitões enquanto chupava ele, lambia o saco, todo o pau, a cabeçona, como o pau era pequeno dava pra engolir inteiro, ele ia a loucura nessa hora… ele demorou pra gozar, chupei ele por uns 10 minutos, até que ele gozou tudo na minha boca e pediu pra eu engulir. aí quando eu me vesti ele pagou os vinte e perguntou se eu não dava a buceta pra ele por mais vinte… eu pensei um pouco… mas tava com tanto tesão que aceitei mais pelo prazer do que pelo dinheiro… ele pediu um tempo pra ele se recuperar. aí começamos a jogar vídeo game pra passar a hora e nisso chegou o vitor, vizinho de frente. o luís chamou ele pra entrar pra jogar com a gente. quando o vitor me viu ele me deu um bjo no rosto e uma apalpada na bunda. aí jogamos mais um pouco.
até que o luís fala pro vitor: sabia que a nossa princesinha aki faz boquete por vintão?! o vitor me olhou com uma cara: sério carolzinha?! eu to precisando de um. eu que já tava com tesão dakele controle vibrando na minha mão falei: faço pra vc agora se quiser. ele falou: demorou então, depois eu te pago. o luís falou: peraí, vcs tão na minha casa, carol vc vai ter que da a bucetinha pra mim.
então o vitor sentou na borda da cama com o pau pra fora, eu fiquei de quatro em baixo pra chupar ele… o luís arrancou minha roupa me deixando de bunda pro ar. aí eu comecei o boquete no vitor enquanto ele colocava a camisinha. aí ele se ajoelhou atrás de mim e começou a penetrar minha bucetinha, apertadinha ainda. ele não parava de cuspir nela pra entrar, até que entrou e ele começou a bombar. eu comecei a gritar de tesão: aíiiii, que gostoso, mete mais desgraçado uiííí´, que delícia, coloca mais! até que o vitor calou minha boca enfiando o pau dele na minha boca dizendo chupa cadela! eu chupava ele gostoso, babava igual uma vaca enquanto o luís arregaçava minha buceta por trás. mudamos de posição, mas sempre o luís na minha buceta. fizemos frango assado, em pé, eu por cima, e por baixo. até que depois de uns 15 minutos o luís não agüentou mais, saiu da minha buceta e gozou tudo na minha cara, aí o vitor que tava na minha boca não queria mais pois minha boca tava cheia de porra, então ele perguntou se ele desse mais 20 eu dava o cuzinho pra ele.
o problema era que meu cuzinho era virgem, aí eu falei que se eles arranjassem algo pra lubrificar eu topava. aí o luís apareceu com um creme lá e disse que servia, então eu falei: ok, mas vai com cuidado. eu fiquei de 4 enquanto ele massageava meu cuzinho com o creme, e tbm enfiava um dedo junto até que ele falou “ta pronto gatinha”.
eu respirei fundo fiz o vitor deitar na cama enquanto eu fui agachando no pau dele, na hora que engatou, eu respirei de novo e desci um pouco, puxa que tesão que deu, aí desci mais, aí começou a doer, ele falou pra mim não parar que ia ser pior. então o luís chegou por trás e me empurrou pra baixo, nossa, o pau dele enterrou no meu rabo, começou uma dor alucinante em mim, eu quase desmaiei, mas me recuperei, e comecei a gozar, fiquei em outro mundo uma gozada atrás da outra, gozava e gemia um pouco por dor e um pouco por tesão tbm. nisso ele me virou de 4 de novo e começou a bombar forte na minha bunda, fazendo meu corpo ir pra frente com os trancos, e meus peitões balançavam de um lado pro outro, e eu só gemendo, nessa hora parecia que minhas pregas tinham sumido, talvez por causa do creme, o pau dele parecia um bate estaca na minha bunda. depois de uns 10 minutos ele não agüentou mais e gozou dentro do meu cu mesmo, nossa, era cada jato quente batendo nas minhas paredes, muito gostoso, aí ele tirou o pau já mole da minha bunda.
.. me limpei um pouco, coloquei as roupas, eles me prometeram pagar de tarde, aí fui caminhando pra casa com as pernas abertas pois tava bem assada, só em casa fui ver o estrago na bunda.
bom, depois de toda essa loucura no sábado eu fui pro show com a galera de noite, e com grana sobrando. o gustavo, o vitor e o luís não paravam de cochichar olhando pra mim, as vezes eles viam dançar comigo só pra me encoxar gostoso. aí a história acabou se espalhando entre os rapazes da rua, e agora sempre que to precisando de grana eu faço um boquete pra eles ou até mesmo dou a buceta, ou faço uma espanhola. já cheguei a transar com 4 ao mesmo tempo, até rolou meu rabinho, todos eles enfiaram gostoso no meu traseiro, fiz dupla penetração pela primeira vez, mas sempre cobro mais caro por ele, pois minhas pregas são preciosas. uma vez até foram uns caras de são paulo lá na rua, pois eles eram amigos do gustavo, e eles tavam querendo uma ninfetinha, eu acabei chupando cada um deles no carro por vinte cada um. mas eu tenho sorte dos rapazes da rua serem gente boa e não falar pras outras pessoas e nem pras meninas.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.